Teresa Cristina _ Contos de Areia – 70 Anos de Clara Nunes _ CCBB: Brasília.

janeiro 15, 2012
Teresa Cristina

MySpace

Sambistas homenageiam Clara Nunes em projeto no CCBB de Brasília

Nomes como Monarco e Teresa Cristina resgatam repertório da cantora.Clara completaria 70 anos em agosto;

Jamila TavaresDo G1 DF

Comente agora
Clara Nunes completaria 70 anos em agosto deste ano (Foto: Divulgação)A cantora Clara Nunes completaria 70 anos em
agosto deste ano (Foto: Divulgação)

Em agosto, Clara Nunes completaria 70 anos. A partir desta quinta (12), o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de Brasília homenageia a cantora com uma série de shows onde 12 intérpretes vão revisitar quase 100 músicas do repertório de Clara.

“Contos de Areia – 70 anos de Clara Nunes” vai reunir Monarco e Verônica Ferriani; Joyce e Teresa Cristina; Delcio Carvalho e Maíra Freitas; Nei Lopes e Nilze Carvalho; Mariene de Castro e Pedro Miranda; e Elton Medeiros e Fabiana Cozza.

“A gente procurou nomes que tivessem identidade com o universo da Clara. São todos cantores de samba. Tem, por um lado, quatro compositores que tiveram músicas cantadas pela Clara e, ao mesmo tempo, temos gente nova, como a Maíra Freitas e a Verônica Ferriani”, afirma Lima, que também assina os arranjos e a direção musical da série.

As duplas vão se apresentar com uma banda de sete músicos formada especialmente para o projeto – confira programação completa abaixo. “Ninguém jamais cantou sambas como Clara Nunes. A ideia é homenagear a cantora e trazê-la para o tempo presente”, afirma Monica.

Lima destaca que, além dos clássicos, serão relembrados canções pouco conhecidas do repertório de Clara. “Ela ficou conhecida como cantora de samba, mas cantou também muita música nordestina, ritmos africanos e até valsas.”

Para Lima, mesmo quase 30 anos após a morte, Clara continua sendo uma referência para novas cantoras. “Ela é uma inspiração muito poderosa para cantoras de samba da nova geração. E, como ela morreu de forma controversa no auge da carreira, acabou virando um mito.”

Veja a data dos shows da série “Contos de Areia – 70 anos de Clara Nunes”:

12 e 13/01 – Monarco e Verônica Ferriani – 21h
14 e 15/01 – Joyce e Teresa Cristina – 21h
19 e 20/01 – Delcio Carvalho e Maíra Freitas – 21h
21 e 22/01 – Nei Lopes e Nilze Carvalho – 21h
26 e 27/01 – Mariene de Castro e Pedro Miranda – 21h
28 e 29/01 – Elton Medeiros e Fabiana Cozza – 21h

Alguns dos sambistas que vão se apresentar no projeto do CCBB de Brasília (Foto: Divulgação)
Alguns dos sambistas que vão se apresentar no projeto do CCBB de Brasília (Foto: Divulgação)
Anúncios

Bem Alto Pelo Mundo – Lançamento Mariane Guerra & Os Pacifistas

janeiro 9, 2012
Mariane Guerra

MySpace

Lançamento do trabalho autoral:

Mariane Guerra – Voz
Mariane Guerra – Mil Virtudes
Mariane Guerra – A Chave do Tamanho
Mariane Guerra – “Sou Guerra,mas de Paz”

Bem Alto Pelo Mundo – Mariane Guerra & Os Pacifistas

 

Mariane Guerra mostra suas canções junto à sua banda Os Pacifistas composta pelos músicos e amigos Guga Leão (Voz e Baixo), Oliver Bastos (Voz e Teclado) e Pestana (Bateria e Percussão).

Dia 12/01 (quinta feira)  no Lapa Café às 20h (show inicia às 21h)PBBb BA 

Rua Gomes Freire, 453 – Lapa


Para ingressos comprados até o dia 11/01 (quarta feira), ganhe cartão promo com música inédita que não estará no EP de lançamento!!!


Lula Galvao – Bossa Da Minha Terra (2008)

janeiro 9, 2012

Lula Galvao – Bossa Da Minha Terra (2008)

E-Book

Baixar

Facebook

Rádio UOL

Talentos _ TV Camâra

Tangara

Biscoito Fino

01 – Rio

02 – Minha Saudade

03 – Esperança perdida

04 – Quem diz que sabe

05 -Ligia

06 – Você e eu

07 – Change partners

08 – Tristeza de nos dois

09 – Outra Vez

10 –Samba Novo

Rio – Lula Galvão
Minha Saudade – Lula Galvão e Claudio Roditi

Personnel: Lula Galvao (acoustic guitar); Idriss
Boudrioua (alto saxophone); Fernando Moraes (piano); Rafael Barata (drums).

Lula Galvão (born Luiz Guilherme Farias Galvão in 1962 in Brasilia) is a Brazilian guitarist. Also
an arranger, he has worked with the likes of Caetano Veloso, Guinga, Rosa Passos and Leila
Pinheiro.
He started his musical activities in Brasília together with composer and singer Rosa Passos and
later recorded several CDs with her acting as a musician and arranger. He performed with Ivan
Lins concerts in the United States (Hollywood Bowl, Blue Note, San Francisco Jazz Festival,
Cifford Brown Jazz Festival) and Japan.

O violonista, guitarrista e arranjador Lula Galvão, que tocou com Caetano Veloso, Guinga,
Rosa Passos, Ivan Lins e Leila Pinheiro, para citar apenas alguns craques da MPB, está
lançando o primeiro CD, Bossa da Minha Terra, pela Biscoito Fino, com um repertório que
inclui mestres da Bossa Nova, como Tom Jobim (Esperança Perdida, Ligia e Outra Vez), João
Donato (Minha Saudade e Quem Diz que Sabe), Carlos Lyra (Você e Eu), Durval Ferreira
(Samba Novo) e Roberto Menescal (Rio), Mauricio Einhorn (Tristeza de Nós Dois) e o grande
compositor americano Irving Berlin (Change Partners).
1 / 2Latin, French, Italian

Jacques Muyal, produtor do CD, lembra no encarte do disco, que “Lula tem um modo
característico de executar – é o tocar e improvisar numa fraseologia musical completamente
be-bop conjugada com a complexidade harmônica da música brasileira, sendo um fiel discípulo
do movimento Samba-Jazz”. Myual lembra ainda que o violonista se cerca de músicos
igualmente excelentes na execução desse tipo de música: idriss Boudrioua (saxofone),
Fernando Moraes (piano), Sérgio Barrozo (contrabaixo), Rafael Barata (bateria), além das
participações especiais de Rosa Passos, Cláudio Roditi, Raul de Souza e Mauricio Einhorn.

Para chegar ao estilo característico que demonstra hoje, Lula conta que teve os primeiros
contatos com o violão aos 15 anos. “Em 1980, aos 18, muito tarde para os padrões atuais,
comecei a estudar com disciplina e em tempo integral, sempre com muito prazer”. Diz que
praticava um repertório de peças e estudos de Leo Brouwer, Matteo Carcassi, Francisco
Tárrega e Heitor Villa-Lobos. Também gostava de tirar músicas e trechos de solos dos discos
de música instrumental brasileira, como os de Victor Assis Brasil, Hermeto Pascoal, Egberto
Gismonti, Hélio Delmiro e Hector Costita: “Analisava a relação das notas com os acordes, e
isso me ajudou a entender antes de aprender. Apaixonei-me pelos clássicos da nossa música
popular, do samba, bossa nova, baião, choro, samba-canção, xote. Essa foi a maneira que
encontrei de ampliar minha visão musical. Nos últimos 15 anos, tenho ouvido os grandes
compositores da música erudita”. — biscoitofino.com.br

download: Flac Mp3
back